h

Lojas de Saber

Criadas por João José Pedroso Lima, as Lojas de Saber são sessões que decorrem no Exploratório há já mais de cinco anos.
O objetivo da iniciativa, segundo o seu fundador, é o de “facultar, de uma forma mutuamente enriquecedora, a experiência e o saber acumulado pelos mais velhos às novas gerações”. Por isso mesmo, cada uma das sessões conta com um(a) orador(a), geralmente "indivíduos reformados, com perfis diversificados, do mundo académico, ou não, e que estejam interessados em transmitir os seus conhecimentos de forma voluntária e solidária", que quinzenalmente vem ao Exploratório partilhar a sua experiência, o seu saber.

Atualmente, as Lojas de Saber decorrem na 1ª e na 3ª sexta-feira do mês, das 18h00 às 19h45.

Participe!

Ser deficiente visual hoje. Uma experiência de vida

Ver diferente O facto de se nascer cego, implica necessariamente uma mudança grande na perspetiva de vida de qualquer pessoa, já que a sociedade não está preparada para quem é diferente. Se isto é hoje verdade, ainda o era mais em finais dos anos sessenta. Ao longo da vida, procurei adaptar-me, com maior ou menor sucesso, à sociedade onde vivo, procurando ser um cidadão ativo e interveniente. É este percurso e a experiência que ao longo dos anos fui colhendo, que pretendo relatar. A situação das pessoas com deficiência visual tem tido ao longo das últimas dezenas de anos uma evolução bastante positiva. Esta evolução, verificou-se a vários níveis nomeadamente, ao nível da integração social, da situação económica e até na forma como culturalmente é vista a deficiência visual. Nesta mudança de atitude em relação às pessoas com deficiência visual, gostaria de salientar a aposta que foi feita na educação, permitindo a estas pessoas fazer a sua formação, e permitindo-lhes consequentemente poderem ter mais possibilidades de se integrarem no mercado de trabalho. A possibilidade de uma integração no mercado de trabalho, é uma condição fundamental para a inclusão plena das pessoas com deficiência na sociedade. No entanto, e apesar das melhorias já salientadas, muitos são os desafios que hoje se colocam à vida das pessoas com deficiência visual. Há algumas vertentes que me parecem decisivas para que não se perca a “batalha” de uma vida participada e autónoma por parte das pessoas cegas ou com baixa visão na vida e na sociedade. Assim, é hoje fundamental, uma cada vez maior aposta nas tecnologias, permitindo às pessoas cegas ou com baixa visão, terem os meios para se adaptarem a uma sociedade em constante evolução. Também o sistema Braille, como a forma mais eficaz de as pessoas totalmente cegas poderem aceder a documentos escritos, deve ser potenciado, nomeadamente, ao nível do ensino. Um terceiro pilar que me parece essencial para a inclusão social das pessoas cegas, é a aposta na autonomia. Só uma pessoa autónoma pode ter autoestima para viver e participar no meio em que se insere. Para além do já referido, e talvez mais importante, é a mudança nas mentalidades, sem esta transformação, e sem uma atitude positiva, quaisquer tentativas de mudança a outros níveis, nomeadamente ao nível da legislação, correm o risco de ser ineficazes.

Participe!

Data: Sexta-feira | 2 junho 2017
Horário: 18h00
Duração: 1h45
Orador: Luís Barata - Licenciado em Direito pela UC, em funções nos Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra
Entrada Livre


Sessões anteriores

...

Ler poesia: construção da sensibilidade e formação do gosto


26 de maio de 2017
sessão dinamizada por: Leocádia Regalo - Professora Aposentada do ensino secundário

...

Cinema e Cinefilia: vestígios de um olhar errante


19 de maio de 2017
sessão dinamizada por: Abílio Hernandez - Professor Associado Aposentado da Universidade de Coimbra

...

Descobertas Científicas Acidentais


21 de abril de 2017
sessão dinamizada por: Victor M. S. Gil - Professor Jubilado da Universidade de Coimbra (BD com Ana C. Silva)

...

A CPLP num mundo global


7 de abril de 2017
sessão dinamizada por: Eugénio Anacoreta Correia - Ex-Embaixador de Portugal

...

Que Pedagogias para o Século XXI?


17 de março de 2017
sessão dinamizada por: António Dias de Figueiredo - Prof. Catedrático aposentado da Universidade de Coimbra

...

Baterias e super-condensadores para automóveis elétricos


3 de março de 2017
sessão dinamizada por: Victor MM Lobo - Prof. Catedrático Jubilado da Universidade de Coimbra

...

O VIDRO é um material de prestígio que tem permitido à Humanidade ter mais cor e luz, mais calor, conforto e bem-estar


17 de fevereiro de 2017
sessão dinamizada por: Maria Schultz Loup - Engenheira Química Industrial

...

Efeito Placebo: a terapêutica que não é


10 de fevereiro de 2017
sessão dinamizada por: João Relvas - Médico, Professor Associado com Agregação aposentado da Universidade de Coimbra

...

Divertimento filológico: a língua portuguesa é muito traiçoeira!


20 de janeiro de 2017
sessão dinamizada por: Telmo Verdelho - Professor Catedrático aposentado da Universidade de Aveiro

...

Luz e Mecanismos da Visão: da Euglena Viridis ao olho biónico


6 de janeiro de 2017
sessão dinamizada por: Alfredo Rasteiro - Professor jubilado da Universidade de Coimbra